fbpx

Ainda restam vagas para o Pro-Am Beneficente Japeri Golfe, que será jogado no Itanhangá Golf Club na próxima sexta-feira, dia 24. O Stater está recebendo as inscrições dos associados através do e-mail golfe@itanhanga.com.br ou dos telefones (21) 3883-8345 e 3883-8308.

Toda a verba arrecadada com o evento será destinada ao projeto desenvolvido pela Associação Golfe Público de Japeri (AGPJ) no Japeri Golfe, o primeiro campo público do país, que atravessa uma fase muito crítica em razão do corte inesperado de verbas, pelo Governo Federal, para manutenção do campo de golfe.

O Itanhangá, tentando minorar essa situação, está cedendo o campo e ajudando na organização do Pro-Am Beneficente em prol do Japeri, inclusive com todos os profissionais da casa já devidamente confirmados na competição.

Participe também desta ação! A inscrição custa 200 reais e a modalidade será a laguneada, com saídas simultâneas ao meio-dia e meia, valendo sempre a melhor bola do grupo e a bola do profissional. No dia haverá venda de mulligans e red blasts, além de um coquetel de premiação e o leilão da camisa do Itanhangá autografada pelo golfista Nick Faldo.

Entenda a situação – Japeri é um dos municípios mais pobres do Rio de Janeiro. É fácil ver ruas sem asfalto, esgoto a céu aberto e lixo acumulado por diversas zonas. Lá falta quase tudo, principalmente oportunidades. É justamente neste ponto que aparece a Escola de Golfe de Japeri, oferecendo a quase 100 crianças, anualmente, desde 2008, oportunidades de treinamento de um esporte como o golfe em meio a essa difícil realidade.

No entanto, a AGPJ foi pega de surpresa com o corte inesperado na verba obtida através da Lei de Incentivo ao Esporte para manutenção do campo de golfe. A alegação do Governo Federal é que o campo de golfe não é atividade fim da AGPJ e sim atividade secundária, ou seja, é como dizer que um projeto social de futebol não precisa de campo ou que um projeto de vôlei não necessita de quadra.

O impacto dessa sinalização da Secretaria Especial de Esportes, que antes um Ministério próprio e agora passou a ser subordinada ao Ministério da Cidadania, está sendo desastroso para o campo público da baixada fluminense, pois sem as verbas captadas através da Lei de Incentivo ao Esporte para preservar todo o espaço, o Japeri Golfe vem mantendo apenas algumas áreas em uso.