Considerada a forma mais moderna de fazer negócios, o Networking é uma ferramenta usada para manter ou criar contato com outros profissionais do mercado de trabalho. Porém, para algumas pessoas, criar esta rede de comunicação não é uma tarefa tão fácil.

Há quem crie desculpas para evitá-lo, como timidez ou vergonha de falar com desconhecidos. Se você faz parte desse grupo, ou procura aumentar seu Networking, existem outras alternativas para criar oportunidades de negócios.

 

Esportes como atalho para o desenvolvimento do Networking

 

De início, vale ter em mente que suas relações comerciais são relacionamentos reais. Criar uma frequência de encontros com diferentes grupos não precisa ser maçante. A mudança de ambiente auxilia na criação de um clima mais amistoso, como por exemplo em clubes multiesportivos.

Como forma de aprimorar as habilidades sociais e estimular a competição saudável, os clubes multiesportivos podem promover bons frutos profissionais através de atividades prazerosas. Além da possibilidade de se envolver em conversas, demonstrar interesse e entusiasmo, cria um tipo de dinamismo positivo que, consequentemente, aumentam as chances de atingir seus objetivos.

 

Os melhores esportes para fazer Networking

 

Tênis

Tradicionalmente, o tênis proporciona esse desenvolvimento de redes de contatos oportunas. Olhando pelo ponto de vista esportivo, a modalidade requer trabalho estratégico para saber explorar os pontos fracos do adversário e ensina a lidar com a pressão psicológica, condições que podem ser adaptadas para a vida pessoal e profissional.

Golfe

Em crescimento no Brasil, o golfe tem maior destaque no âmbito dos negócios. Com duração média de quatros horas, os jogadores têm bastante tempo para conversar com prováveis parceiros e estreitar laços com clientes e fornecedores.

Como ter acesso a essas oportunidades?

 

As quadras para realização de modalidades como o golfe e o tênis geralmente estão em clubes privados, acessível para sócios, e com considerável número de praticantes que são executivos, empresários ou profissionais de alto rendimento, garantindo um leque relevante para criar o Networking.

Contudo, tais oportunidades vêm acompanhadas de algumas incumbências éticas que envolvem o comportamento cordial e iniciativas de responsabilidade social, por exemplo. Assim como no campo, esta postura deve se manter nos negócios.

Também não é preciso frequentar todas as modalidades desportivas para conseguir eficácia no Networking. O ideal é que o hábito de criar Networking faça parte da rotina de forma natural e mútua, onde seja possível aliar atividades prazerosas com oportunidades para a vida em diversas áreas.

O que acha de começar a praticar essas dicas? Se você quer saber como um clube multiesportivo pode auxiliar na sua qualidade de vida, clique aqui e leia mais sobre o assunto.

Para receber mais dicas como essa siga-nos no Instagram e Facebook.