Sucesso absoluto: Justin Rose conquista medalha de ouro na Olimpíada

17 de agosto, 2016
justin_rose_zecaresendes

Rose comemora o título no Campo Olímpico de Golfe / foto crédito: Zeca Resendes (CBG)

Diante de um público de mais de 20 mil pessoas que encheram de cores de diversos países o Campo Olímpico de Golfe, no Rio de Janeiro, o britânico Justin Rose conquistou a primeira medalha de ouro no golfe em 112 anos, escrevendo seu nome na história do esporte. O sueco Henrik Stenson, que lutou pelo título até o último buraco, foi prata. O americano Matt Kuchar igualou o recorde do campo na rodada final – 63 tacadas – para conquistar para os EUA a medalha de bronze.

Além dos medalhistas, o verdadeiro campeão da semana foi o esporte. Seu retorno aos Jogos Olímpicos foi impecável, na opinião dos jogadores, do público e da imprensa do mundo todo. A torcida brasileira e de outros países foi elogiada por todos. “Senti uma energia mais forte, com o público te levando para a frente a cada tacada”, disse o campeão Rose.

“Meu Deus. Foi melhor do que qualquer coisa que já ganhei. Foi o melhor torneio que já joguei. Pareceu uma mistura entre um torneio de golfe e um carnaval. Foi único, inacreditável. Espero que tenhamos mostrado ao Brasil o que é o golfe”, disse o medalhista de ouro. “Foi um sonho que se tornou realidade. Pensarei no Rio por um tempo muito, muito longo. É louco, é muito bom!”, completou.

Na primeira rodada, Justin havia feito um hole in one, que provavelmente se tornou a tacada de golfe mais exibida do mundo, já que foi transmitida por emissoras que geralmente não se preocupam com o esporte.

“Poder dizer que é um atleta olímpico é muito especial, e um medalhista olímpico, mais especial ainda. Fiquei muito feliz de ter vindo”, disse Stenson, que lutou contra dores a partir do buraco 13 na rodada final, quando suas costas travaram. “Fiquei um pouco fora do ritmo”, disse.

Kuchar também ficou impressionado com tudo. “Nunca senti esse tipo de orgulho em minha vida. O meu peito está explodindo”, disse.

Rose somou 268 tacadas (-16, com parciais de 67/69/65/67), depois de ter fechado o torneio com um birdie após um approach incrível, que deixou a bola próxima ao buraco. Stenson, por sua vez, fechou com um bogey para somar 270 (-14, 66/68/68/68). Kuchar totalizou 271 (-13 69/70/69/63).