A criação do Itanhangá Golf Club, em 16 de maio de 1933, foi um marco significativo na vida da então Capital Federal no início da década de 30. Um projeto inovador, que pretendia construir uma vila esportiva de final de semana, onde seus sócios construiriam seus próprios chalés. A história do clube se funde com o desenvolvimento do bairro, que cresceu e ocupou o Itanhangá baseado nesse novo empreendimento.

Focando apenas no golfe e pólo, os campos foram construídos assim que o terreno, composto por pequenos sítios na baixada do Itanhangá, foi adquirido.

Em julho de 1935 o clube foi inaugurado com uma grande festa, reunindo autoridades do Governo e membros do corpo diplomático, apresentando o primeiro trecho do campo de golfe com 9 buracos, projetado e construído pelo canadense Stanley Thompson, da renomada Thompson & Jones, e as canchas de pólo e equitação.

Hoje, o clube conta com um campo de golfe com 27 buracos – 18 no campo principal, drive range, 2 campos de pólo oficiais, picadeiro central e 2 auxiliares, piquetes e cocheiras além de toda uma infraestrutura social com complexo aquático, restaurante, 6 bares,  área de recreação infantil e nursery, garantindo segurança, privacidade e conforto aos sócios.

Fotos históricas

  • itanhnaga-1935

    Criado em 1926, o Gávea G.C.C era a única opção para a prática do golfe no Rio de Janeiro. Com a propagação da ideia entre amigos e conhecidos, chegou-se a um número razoável de interessados no projeto, em sua maioria empresários, profissionais liberais de destaque, todos com prestígio social e político compatíveis com o projeto.

    Renaud Lage foi um de seus principais idealizadores. Empresário de sucesso, membro de uma das famílias mais importante do país, foi eleito presidente do IGC em 1934 e 1935 e aclamado Presidente de Honra em 1935. Também neste ano o símbolo do Club foi criado pelo pintor Pedro Correio de Araújo. Posteriormente Antonio Ferraz , além de sócio-fundador se torna presidente do Itanhangá por quase dez anos entre 1938 e 1948. Na época, o Presidente Getúlio Vargas também frequentava o clube, convencido por Ferraz a aderir ao golfe.

  • 9

    Stanley Thompson, projetista e construtor de campos de renome internacional, elaborou o primeiro traçado de 18 buracos do Itanhangá e cuidou pessoalmente da construção dos primeiro nove buracos.Começava ali uma longa história de dedicação ao esporte, principalmente ao golfe e ao pólo, e um empreendimento pioneiro que iria determinar o crescimento e a forma de ocupação do bairro do Itanhangá.Do primeiro projeto de sede, concebido como uma grande club-house (inaugurado em 1939) devido às restrições econômicas trazidas pelo II Guerra. Parte dessa edificaçãoo ainda existe e pode ser vista na entrada da sede pelo estacionamento. Alguns anos após sua inauguração foi construída a nova estrada de entrada, utilizada até os dias de hoje.

  • 8

    A construção do Itanhangá Golf Club na baixada da Barra da Tijuca deu início a um rápido processo de urbanização de toda a área, que, ao lado dos benefícios do progresso e a valorização de seu patrimônio, acarretou também ameaças sérias ao seu desenvolvimento.A estreia do Clube como sede do Aberto do Brasil em 1975, despertou grande expectativa junto à imprensa e a comunidade golfista do país.

    Sediar o Campeonato de Golfe do Brasil é o momento maior que pode viver um clube nacional. Nessas ocasiões se voltam para o Itanhangá a atenção da mídia e os olhos de todos os golfistas do país, enquanto que a qualidade de seu campo é colocada à prova diante de grandes mestres nacionais e estrangeiros presentes ao certame.

  • 7

    Começou a discussão acerca de uma nova sede para o Clube. Ela deveria ser mais funcional e confortável, além de apresentar um estilo definido e adequado à paisagem do Itanhangá.

    Foi desenvolvido um projeto ambicioso, com linhas modernas, bem ao estilo da época. Essa tentativa de fazer uma grande sede não foi levada adiante devido ao seu alto custo.

    Em 1965 foi construída a primeira sede infantil.

  • 6

    As principais transformações observadas no Itanhangá aconteceram na infra-estrutura de golfe. Por décadas os campos do Clube conservaram os principais traços de seu projeto original, implementado na década de 30, e que seguia os conceitos adotados à época, que preconizavam greens pequenos e fairways retos e estreitos.

    O final dos anos 70 proporcionaria a primeira grande oportunidade para a implementação de um plano de modernização abrangente.

    Em 1979 o Itanhangá foi sondado para sediar o Campeonato Mundial de Golfe Amador de 1980, um dos principais certames do golfe internacional, até então jamais realizado na América do Sul.

  • 5

     

    Devido às muitas obras que realizou no campo e na sede na década de 1970, o Itanhangá passou um longo período impossibilitado de receber o Aberto do Brasil, voltando a sediá-lo somente em 1981, após um intervalo de dez anos.

    O Open de 1981 reuniu um número inédito de golfistas scratch (114 jogadores, doas quais 77 eram profissionais), representado quase todos os continentes.

    Em nenhuma edição anterior do Aberto os brasileiros se credenciaram tão fortemente para a vitória. Alguns pros estavam em grande forma, como Rafael Navarro. Entretanto havia um argentino no caminho. Vicente Fernandez terminou vencendo a competição com o melhor escore jamais registrado.

  • 3

    Foi preciso superar muitas dificuldades para que o Campeonato Aberto do Brasil de 1991 fosse realizado com o habitual aparato dedicado ao certame. A instabilidade econômica do conturbado início da década de 1990 impôs enormes restrições à captação de patrocínios esportivos, que somente foram consolidados quando o ano já ia bastante avançado. Em razão disso o Aberto do Brasil de 1991 foi realizada na virada dos meses de novembro e dezembro, contrariando a prática até então adotada de realiza-lo no início do último trimestre.

  • 2

    A fase recente da história do Itanhangá Golf Club, iniciada em meados da década de 1970, é marcada pelo aprimoramento técnico e operacional de sua infra-estrutura social e esportiva.

    Nesse período foram crescentes os investimentos em tecnologia e aquisição de know-how, o que proporcionou a introdução de novas técnicas de manutenção e tratamento dos campos, além de um padrão construtivo moderno para reforma e construção de greens, tees e fairways.

  • 1

    Com uma infra-estrutura completa de serviços, 27 buracos em três campos, duas canchas de pólo, um moderno complexo aquático e sede, localização privilegiada e uma gestão experiente, o Itanhangá tem muito a comemorar seus primeiros 70 anos.

    Mais do que nunca, o clube é hoje um espaço perfeito para o lazer esportivo, a convivência familiar e o cultivo da amizade, proporcionando um ambiente ideal aos seus membros de todas as idades.

    Programas de iniciação das crianças no golfe e de aperfeiçoamento dos jovens jogadores do Clube, são há muito tempo desenvolvidos no Itanhangá, que, com a experiência acumulada ao longo dos anos, apresenta hoje um padrão inédito de eficiência em formação de novos golfistas.

O restaurante

Além de palco de torneios e tacadas, nosso campo de golf é também cenário para o reconhecido restaurante do clube, que está com cardápio renovado e modernizado para receber sócios e convidados.

Com ambiente sofisticado, mas ao mesmo tempo acolhedor e descontraído, o restaurante tem vista privilegiada para o gramado do campo e para a Pedra da Gávea, importante ponto turístico do Rio, consagrando-se como uma das opções mais charmosas para almoços, jantares e eventos, na cidade.

O menu é amplo, com opções variadas de saladas, frutos do mar e carnes de cortes nobres, além de uma rica carta de vinhos e drinks que podem ser solicitados no salão principal – climatizado, ou na varanda.

 

O Restaurante está aberto aos sócios, seus dependentes e convidados, de terça a sexta para almoço e nos finais de semana e feriados também para jantar. Também abrimos para eventos de sócios e não sócios, seja para reuniões de trabalho ou confraternização de família e amigos. Saiba mais sobre eventos no Itanhangá aqui.

Venha confirir de perto a experiência gastronômica do Itanhangá Golf Club.

*Estacionamento no local

Horários

Restaurante Dias úteis Sábados, Domingos e Feriados
Primeiro pedido 07:30 07:30
Último pedido 16:00 21:30
Portaria 06:00-20:00 06:00 – 23:00
Administração 08:00-17:00 08:00 – 17:00
Esportes Dias úteis Sábados, Domingos e Feriados
Campos Golf / Pólo 06:30 – 18:00 06:30 – 18:00
Starter 06:30 – 19:00 06:30 – 19:00
Driving-Range (p/ pegar as bolas) 06:30 – 18:00 06:30 – 18:00
Caddie House 06:00 – 20:00 06:00 – 20:00
Garagem de Cart 06:00 – 20:00 06:00 – 20:00
Cocheiras 08:00 – 17:00 07:00 – 18:00
Bares Dias úteis Sábados, Domingos e Feriados
Esportistas 06:30 – 20:00 06:30 – 20:30
Sede velha 08:00 – 18:00 08:00 – 18:00
Ipê 07:00 – 18:00 07:00 – 18:30
Lanchonete da Sede Infantil 09:00 – 19:00 09:00 – 20:00
Apoio/Piscina - 10:00 – 19:30
Social - 10:00 – 23:00
Sede Dias úteis Sábados, Domingos e Feriados
Vestiários (adultos) 06:30 – 20:00 06:00 – 20:30
Vestiários (infantis) 08:00 – 19:00 07:00 – 20:00
Piscina 08:00 – 18:30 08:00 – 19:00
Serviços (Cabelereiros, manicure e massagistas) - 09:00 – 18:00
Sauna (3ª e 5ª) 08:00 – 19:30 08:00 – 20:00
Sauna (4ª e 6ª) 08:00 – 19:30 08:00 – 20:00

Galeria

Não há galeria selecionada ou a galeria foi excluída.

Contato

(21) 3883-8300

secretaria@itanhanga.com.br

Estrada da Barra da Tijuca, 2005

CEP 22641-004