Argentino Ariel Cañete abre vantagem no Aberto do Brasil

9 de novembro, 2014

1_010752

Num dia de fortes ventos em São Conrado, o argentino Ariel Cañete assumiu a liderança do 61ºAberto do Brasil/Aberto do Atlântico apresentado por Credit Suisse Hedging-Griffo, principal competição do golfe profissional brasileiro, que faz parte do PGA Tour Latinoamérica e está sendo disputada no Gavea Golf Club, no Rio de Janeiro.

Cañete soma 197 tacadas (- 10 em relação ao par, com parciais de 68/64/65). Em 2012, ano de estreia do PGA Tour Lationamérica, ele foi o primeiro do ranking do circuito e virou membro do Web.com Tour, a divisão de acesso do PGA Tour americano, que disputará novamente em 2015.

Veja aqui os resultados e horário de saída do último dia .

O líder está três tacadas à frente de sete jogadores empatados em segundo lugar com 200 tacadas (-7): os brasileiros Rafael Becker (67/66/66) e André Tourinho (68/63/69), os americanos Michael Buttacavoli (71/65/64), Danny Balin (64/68/68) e Tyler McCumber (68/65/67), terceiro do ranking do PGA Tour LA, o argentino Augusto Nunez (71/67/62) e o colombiano Oscar David Alvarez (68/67/65), campeão do Aberto do Brasil de 2012.

O paranaense Daniel Stapff, que liderou a primeira rodada, está empatado em 12º lugar, com 203 tacadas (63/69/71). Os paulistas Alexandre Rocha (69/67/68), 3º colocado no ano passado, e Ronaldo Francisco (66/70/68), 4º em 2013, estão empatados com outros três competidores em 18º lugar, com 204.

A rodada final acontece neste domingo a partir das 7h30. O último grupo de jogadores, formado por Cañete e Nunez, inicia o jogo às 12h40 e deve conclui-lo por volta das 16h30.

O torneio, o mais importante e mais tradicional do calendário brasileiro, distribui US$ 150 mil em prêmios e faz parte do PGA Tour Latinoamérica, o principal circuito de golfe profissional do continente, que dá vagas para o Web.com Tour, a divisão de acesso ao PGA Tour americano.

Os espectadores poderão participar de clínicas gratuitas de golfe, que acontecerão das 12h às 14h na área de treino do clube, num oferecimento da Confederação Brasileira de Golfe, da IMX, da Credit Suisse Hedging-Griffo e dos demais patrocinadores do evento.

O 61º Aberto do Brasil/Aberto do Atlântico tem o patrocínio máster da Credit Suisse Hedging-Griffo e patrocínio da BMW, Sportv, Azeite 1492, Klabin e YKP. O relógio oficial é Rolex e o café oficial é Nespresso. O campeonato conta com recursos da Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte e apoio do R&A, Gavea Golf e Federação de Golfe do Estado do Rio de Janeiro. O evento é organizado pela Confederação Brasileira de Golfe (CBG) e tem promoção da IMX.