Aberto do Itanhangá: Juan Alvarez conquista vitória soberana

13 de outubro, 2015

O uruguaio Juan Alvarez, de 21 anos, conquistou de ponta a ponta o 53º Campeonato Aberto do Itanhangá Golf Club, o mais forte aberto de clube do calendário nacional de 2015, jogado com patrocínio do Azeite 1492, no tradicional clube carioca, nos dias 10, 11 e 12 de outubro. A edição foi grifada ainda por três holes-in-one nos dois dias finais, marcados por Takashi Matsuda, Daniel Kenji Ishii e Amos Maidantchik.

CLIQUE AQUI E CONFIRA OS RESULTADOS FINAIS.

Juan Alvarez, que jogou como convidado do patrocinador, foi campeão com 13 tacadas de vantagem ao somar 211 tacadas, parciais de 70, 73 e 68, com 15 birdies, 30 pares, 8 bogeys e 1 duplo bogey. O juvenil coreano Jinbo Ha, radicado em São Paulo desde o início do ano, foi o vice-campeão de virada, com 224 (78/72/74), oito acima, no desempate contra o gaúcho Herik Machado, número 1 do Brasil (74/74/76), e o carioca Daniel Kenji, do clube anfitrião que ocupa a segunda colocação no ranking nacional, com prestações de 70, 75 e 79 tacadas.

Esta foi a segunda vez que o uruguaio jogou no Rio de Janeiro em 2015. Juan veio para o Aberto do Estado do Rio de Janeiro, organizado pela federação local, e venceu a competição no Búzios Golf Club, na Região dos Lagos, em maio. “Fico feliz pelo torneio que fiz e agradeço ao convite feito por Sergio Carpi, presidente do Itanhangá, para jogar nesse campo magnífico”, disse o campeão.

Entre os jogadores de índex até 8,5, vitória de James Cleary, com 216 tacadas, seguido por Pedro Ramos, com 220, e por Takashi Matsuda, com 221. Na 8,6 a 14, Philip Healey conquistou o título com 219, seguido por Gilberto Fonseca e Felipe Correa, ambos com 223. Entre os participantes da 14,1 a 22,1, Henrique Kitahara ganhou no desempate contra Luciano Nogueira. Junji Nakanishi ficou em terceiro. Finalmente na 22,2 a 29,3, stableford, vitória de Celso Pereira, com 109 pontos, seguido por Colin Foulkes e Márcio Batalha, com 103.

A edição foi marcada por três holes-in-one nos dois dias finais: Takashi Matsuda, do Petrópolis, fez o primeiro do torneio no buraco 10, um par 3 de 170 jardas, onde embocou de primeira usando um ferro 5. Kenji veio a seguir, no buraco 6, par 3 de 180 jardas, seu 15º do domingo, onde embocou usando um ferro 5. Na final, foi a vez de Amos Maidantchik, do Itanhangá, fechar a trinca de hole-in-one ao realizar a jogada mais festejada do esporte no buraco 13, um par 3 de de 160 jardas, usando um ferro 9.

O 53º Campeonato Aberto do Itanhangá Golf Club, válido para o ranking mundial, teve o patrocínio do Azeite 1492, do Grupo Libra, e contou com a organização do Itanhangá Golf Club e apoio técnico da Federação de Golfe do Estado do Rio de Janeiro (FGERJ) e da Confederação Brasileira de Golfe (CBG).